Olá!!!
Estou feliz por vê-la (o) cá, é muito bom poder partilhar consigo o meu cantinho...
Antes de sair não esqueça de deixar o seu comentário desta forma poderei retribuir e agradecer a sua visita...Volte sempre... Vou adorar revê-la (o)...


Confiram...

domingo, 14 de setembro de 2008

Madrasta ou Boadrasta



Algumas pessoas me disseram que a palavra " Madrasta" deveria ser aplicada quando uma mulher casa com um homem viúvo e que tem filho(s) da união anterior, contudo de acordo com a etmologia da mesma o que mencionei acima não é correto.

Pesquisei em alguns sites na net ( Ciberduvidas da Lingua Portuguesa, TodoProsa - Sergio Rodrigues, Dicionário Genealogico, Por Tras das Letras - Hélio Consolaro ) e descobri o significado

* Vem do Latim vulgar " Madrastra " que quer dizer " Mulher do Pai " ( Mulher casada, em relação ao(s) filho(s) que o marido tem do matrimônio anterior.

Sei que a palavra "Madrasta" tem uma conotação negativa, soa mau, é pesada mas na verdade não existe uma palavra bonita e leve para definir a mulher que casa com uma pessoa a qual tem filho(s) da primeira união.

Quando casei há 11 anos atrás sabia que o meu marido tinha um filho do 1ª casamento, o que eu não sabia era exatamente onde a existência deste iria encaixar-se e como eu deveria proceder com relação a ele e vice-versa...

Após 6 meses de casada tendo-o visto uma única vez mas ciente que era importante a integração dele em meu casamento dei inicio " A Guerra da Conquista"

Durante 2 anos perdi várias batalhas, chegava a pensar que era totalmente impossivel um dia vencer a guerra. Ao invés de desistir fui em busca de aliados que me apoiaram incondicionalmente e sentindo-me mais forte com novas estratégias, sempre a um passo a frente do adversdário dei continuidade.

A guerra durou 7 anos, as percas foram reduzindo e eu ia somando vitórias... Um dia finalizou, " VENCI..." mas o conquistado tambem venceu...

A vitória foi gratificante, me fez bem em todos os sentidos mas garanto-lhes que sem meus aliados não teria conseguido.

Hoje afirmo que " VALEU A PENA"

Enviar um comentário